Páginas

06 dezembro 2015

Um Dia Feliz!

Foi ontem a feira no EspaçÓ em Óbidos.
Um dia cheio de Sol, amigos e gente simpática. Um dia feliz!
Foi bom sentir que o nosso trabalho é apreciado por outras pessoas. Este é um mundo que tenho vindo a explorar lentamente ao ritmo que a maternidade a tempo inteiro me permite. O meu mundo interior é maior do que a maternidade mas é também por ela que me permiti começar a mostrá-lo ainda que lentamente, ao sabor dos dias. Tiro um prazer infinito no que faço. Cada descoberta, cada aprendizagem, cada nova criação interior materializada no exterior, dá-me um novo sentido à vida. Faço-o para mim, porque me dá prazer, porque me dá vida, mas é também de uma vulnerabilidade incrível expor o que fazemos e por isso é tão bom ver o reconhecimento  do nosso trabalho por parte de outras pessoas. Por isso ontem foi um dia bom, um dia feliz!

As crianças foram comigo para a feira como não podia deixar de ser. Passaram o dia na brincadeira com os outros meninos da feira. Uma das brincadeiras foi uma "Loja dos Pequeninos". Uma loja que as crianças da feira criaram espontaneamente. Foi maravilhoso observar esta brincadeira onde houve quase uma formação "formal" de uma sociedade entre as crianças. Para além dos coisas que uns já levavam de casa, houve ainda tempo para a criação de objectos com paus, rolhas de cortiça e trapilho para venderem. A loja foi um sucesso tal que quase todas as crianças que passavam pela feira queriam ir ajudar, chegando mesmo alguns a pagar (com doces) para participar nas vendas, fazendo lembrar a famosa cena do Tom Sawyer onde as crianças pagavam para pintar a cerca. No final fizeram a partilha dos ganhos entre os "sócios" iniciais, consoante a sua participação na venda (parecia quase uma sociedade por quotas). Foi muito bonito observar que quando um dos "sócios" perdeu as moedas que ganhou e ficou muito triste com isso os outros combinaram entre eles e tirando dos seus ganhos conseguiram que a criança voltasse  ter o seu dinheiro.
É a isto que se chama brincadeira livre, é disto que as crianças hoje em dia tanta falta têm.




Sem comentários:

Enviar um comentário