Páginas

01 Setembro 2014

31 Agosto 2014

21 de 365 Dias da Horta Encantada

Hoje é dia de festa cá por casa o A. faz 7 anos.
O presente que lhe oferecemos foi um tabuleiro de xadrez com as personagens da "Guerra das Estrelas" de que é fã. No correio chegou uma linda zebra feita pela tia.
Passado um pouco fui dar com ele a brincar com o tabuleiro, a zebra e a ursinha.
Ursinha v. Zebra! Quem ganhará a Guerra das Estrelas? 



Parabéns doce filho! 


30 Agosto 2014

20 de 365 Dias da Horta Encantada

Estamos na época da fartura e da abundância. Pêras, maçãs, uvas, a terra a dar os seus frutos. 



"Os vinhos são como os homens: com o tempo, os maus azedam e os bons apuram." Cícero 



29 Agosto 2014

19 de 365 Dias da Horta Encantada

Lentamente o outono avança....



"Beauty before me, I walk with;
Beauty behind me, I walk with;
Beauty above me, I walk with;
Beauty below me, I walk with;
Beauty all around me, I walk with."
Navajo Night Chant

28 Agosto 2014

18 de 365 Dias da Horta Encantada

Aqui entre a terra e o mar sinto o tempo a passar ao seu verdadeiro ritmo, nem depressa, nem devagar. Sinto o passar das estações pelas mudanças na natureza, uma folha que nasce, uma ave que chega de terras distantes, na fruta da época, no tapete de folhas que cobre o chão.
Tudo acontece a seu tempo, sem pressa.




"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu" Eclesiastes 3:1

Hoje é Dia de Festa


Faz hoje 4 anos que chegámos a casa.
Depois de uma vida a morar entre Lisboa e Oeiras optámos por mudar o nosso rumo e sair do grande centro urbano para o meio rural.
Dividimos a vida entre a terra e o mar ao ritmo das estações.
Cultivamos e criamos muitos dos nossos alimentos.
Educamos os nossos filhos em casa.
Vivemos com menos dinheiro, mas com muito mais, mais amor, mais alegria, mais qualidade de vida.

Esta caixa de correio é o nosso presente dos 4 anos de vida no campo. Tal como a anterior foi feita e pintada por nós.



27 Agosto 2014

17 de 365 Dias da Horta Encantada

O melhor presente do mundo é receber  flores das mãos dos meus filhos.



" O monge perguntou:
- Pode dizer alguma coisa que transcenda os Budas e os Antepassados?
O mestre disse:
- Pão de sésamo."
Ensinamento Budista


Da Horta...

... tomate (quase a terminar), pepino, meloa e o nosso último feijão da época. Tudo muito delicioso, excepto a meloa que não voltaremos a plantar. Este é o 3º ano que tentamos meloas e melões sem sucesso. As meloas são sensaboronas e os melões tem tido sempre doenças acabando por nunca dar nada. 




O último feijão verde já está destinado hoje para o jantar como peixinhos da horta.

26 Agosto 2014

16 de 365 Dias da Horta Encantada

Hoje chove por aqui e a temperatura ronda os 22 Cº.
A paisagem começa a lentamente a vestir-se de outono, no entanto no jardim da avó ainda temos tufos de flores coloridas.



"Você precisa de seus inimigos para ser quem você é.
A alma humana é ao mesmo tempo divina e diabólica, sagrada e profana, pecadora e santa.
(Tradições orientais dizem que o santo e o pecador são faces da mesma moeda)
Uma vez que entenda isso, descobrirá que ter sombra é normal."
Deepak Chopra

25 Agosto 2014

15 de 365 Dias da Horta Encantada

Quase, quase a fazermos 4 anos de vida no campo! Acabámos as pinturas do presente de aniversário da nossa nova vida (mostrarei dia 28 aqui no blog).  




"Lar é onde o coração do homem cria raízes" - Henrik Ibsen




24 Agosto 2014

14 de 365 Dias da Horta Encantada

Os dias de astronomia são sempre tão bons.


"A Terra é azul"
Yuri Gagarin

23 Agosto 2014

13 de 365 Dias da Horta Encantada

Conhecer novos humanos...




"Um novo bebé é como o início de todas as coisas - Deslumbramento, esperança, um mundo de possibilidades"
Eda J. Le Shan

21 Agosto 2014

11 de 365 Dias da Horta Encantada

Os dias da horta às vezes também são dias de mar...



Metáfora para interiorizar:
"We can't stop the waves, but we can learn to surf" - Jonathan Kabat-Zinn


20 Agosto 2014

10 de 365 Dias da Horta Encantada



"Aquele que possui o teu tempo, possui a tua mente.
Muda o teu tempo e mudarás a tua mente.
Muda a tua mente e mudarás o mundo."
José Arguelles

Na Terra das Pêras...

Nos passeios matinais pelos pomares abandonados, para além das Pêras Rocha, encontrei dois tipos de pêra que não faço ideia dos seus nomes. Na fotografia da esquerda para a direita temos a Pêra Rocha, ao centro uma pêra toda castanha (a cor da casca, como diz a minha filha, faz lembrar uma Maçã Reineta) e  à direita uma pêra que quase não tem o habitual "bico" das pêras. Em baixo temos as castanhas e as sem "bico" ainda na árvore.
Todas elas são muito saborosas e suculentas. 




19 Agosto 2014

9 de 365 Dias da Horta Encantada

Embora o verão não seja de todo a minha estação preferida, adoro os dias quentes no nos permitem almoçar no quintal.
Hoje foi um desses dias!



Meditação do dia:
"Comecei a pensar no número de pessoas implicadas na manufactura da minha camisa. Comecei por pensar no agricultor que produziu o algodão. Depois, no vendedor que vendeu o tractor com que o agricultor trabalha a terra. Em seguida, nas centenas ou milhares de pessoas necessárias à construção do tractor, incluindo os mineiros que extraíram o minério necessário ao metal de cada peça do tractor e os desenhadores. Também nas pessoas que trataram o algodão, que teceram e o cortaram e nas que tingiram  e coseram o tecido. Nos armazenistas e nos condutores de camião que entregaram a camisa na loja e no vendedor que a vendeu. Pensei que praticamente cada aspecto da minha vida era resultado dos esforços alheios. A minha famosa autonomia era uma ilusão completa, uma fantasia. Quando compreendi isto, fez-se luz em mim e fui submergido por um profundo sentimento de interligação e interdependência com todos os seres. Senti um entendimento, não sei, senti algo. Tive vontade de chorar."
"Um Guia Para a Vida" de Dalai Lama e Howard C. Cutler

18 Agosto 2014

8 de 365 Dias da Horta Encantada

Adoro a suas brincadeiras. As suas canções. A sua cumplicidade. Os seus risos deixam-me a alma cheia...


Das crianças

Depois, uma mulher que trazia uma criança ao colo disse:Fala-nos das Crianças.
Os vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e as filhas da nostalgia da vida que anseia por si mesma.
Eles vêm por meio de vós mas não de vós, e, embora estejam convosco não vos pertencem.
Podeis dar-lhes o vosso amor, mas não as vossas ideias, pois eles têm
as suas próprias ideias.
Podeis abrigar os seus corpos mas não as suas almas,
pois as suas almas vivem na casa do amanhã, que vós não podereis visitar,
nem em sonhos.
Podereis tentar ser como eles, mas não tenteis torná-los como vós.
Pois a vida não anda para trás nem se detém no ontem.
Vós sois os arcos de onde os vossos filhos, quais flechas vivas, serão
lançados.
O arqueiro vê o sinal no caminho do infinito e ele com o seu poder faz com
que as suas flechas partam rápidas e cheguem longe.
Que a vossa inflexão na mão do arqueiro se destine à alegria;
Pois assim como ele ama a flecha que voa, também ama o arco que se mantém estável.
Khalil Gibran, o Profeta

17 Agosto 2014

7 de 365 Dias da Horta Encantada

Todos os dias passo pelas macieiras que também "dão" amoras.
As silvas trepam pelas árvores dos pomares abandonados e por instantes, aos olhares mais distraídos, parece que as árvores têm dois tipos de fruta diferente. 

16 Agosto 2014

14 Agosto 2014

4 de 365 Dias da Horta Encantada


Gratidão! Talvez realmente nada aconteça por acaso. Este vídeo cruzou o meu caminho na altura que mais precisava de o ouvir/ver.

Acabados de Nascer

Nasceu ontem no galinheiro a primeira ninhada da pata castanha.
A semana passada tinha nascido a segunda ninhada, desde ano, da pata preta. 



Os patinhos inspiraram-nos a reler um livro que gostamos muito "A Galinha Pedrês e os Dez Patinhos" de Samuil Marchak. É um livro da minha infância mas a história da galinha que choca ovos de pata é uma das favoritas cá de casa. 

13 Agosto 2014

Nas Tintas

Hoje à tarde divertimo-nos a fazer tintas com alimentos.
Usámos amoras de silva, amoras de amoreira (umas poucas que tinha congeladas para este efeito), morangos, açafrão, gengibre em pó e chocolate em pó.


Foi preciso espremer as bagas e os morangos através do passador para coar as grainhas. Depois a todos os alimentos adicionámos um pouco de água (para fluir melhor) e um pouco de farinha de trigo (para dar consistência). Mexemos com a "varinha mágica" dos cappuccino para incorporar bem a farinha. 



Amoreira, silva e morango ainda sem água nem farinha
Chocolate, açafrão e gengibre ainda sem farinha
Depois foi só usar. Claro que as cores não tem nada a ver com as que estamos habituados a usar, mas valeu bem a pena experimentar tintas tão cheirosas.
Pena que não durem muito tempo. Ainda assim as que sobraram vão para o frigorífico, vamos ver quanto tempo aguentam sem se estragar.  

3 de 365 Dias da Horta Encantada

Choveu durante a noite.
Na caminhada da manhã observei as gotas da chuva noturna transformadas sobre as folhas em pequenas pérolas.


Em conversa com uma amiga, hoje de manhã, lembrei-me de uma frase que muito me marcou, do filme "Nicholas Nickleby". O filme é baseado no livro de Charles Dickson com o mesmo nome.
Aqui fica ela:

"Em todas as vidas, por mais que as bolsas estejam cheias, há tragédia.
É a única promessa que a vida não falha.
Como tal, a felicidade é dádiva, e o segredo não é contar com ela mas aproveitá-la quando chega e ajudar os outros a alcançá-la"

12 Agosto 2014

2 de 365 Dias da Horta Encantada

Ontem recomecei as caminhadas pelos campos aqui em redor.
Levo uma mochila às costas que leva água e traz fruta dos pomares abandonados.
Hoje levei um cestinho para apanhar amoras, que no final também transportou um pinha com pinhões.


"O Profeta" de Kahlil Gibran é um dos livros que ando a ler, hoje abri-o ao acaso (adoro este efeito de casualidade nos livros que não requerem uma leitura contínua). O Trabalho foi o que me calhou em "sorte". Aqui ficam algumas frases que me marcaram e me fizeram meditar sobre o assunto:

"E que significa trabalhar com amor?
É tecer o pano com fios do vosso coração, como se o vosso bem amado o fosse enfeitar.
É construir uma casa com carinho, como se o vosso bem-amado nela fosse habitar.
É semear com ternura os grãos e recolher a colheita com alegria, como se o vosso bem-amado lhe comesse o fruto.
É deixar em tudo quanto fazeis um sopro da vossa própria alma, e saber que todos os mortos bem-aventurados estão à vossa volta a contemplar-vos."

"O trabalho é o amor tornado visível."


Dias de Conserva de Tomate

Este verão não tem sido muito quente mas mesmo assim a colheita de tomate tem estado a ser muito boa.
Esta semana, é a semana de o conservar para o podermos utilizar ao longo do ano.
A receita é a de sempre, que tem provado funcionar muito bem:
Basta lavar os tomates, parti-los em pedaços, colocá-los num tacho e levar ao lume. Quem quiser pode tirar a pele  e as sementes mas o resultado final é o mesmo mas mais trabalhoso. Deixar cozinhar, ajundado a desfazer o tomate com a colher de pau, até estar bem cozido (aproximadamente 15 a 20 min). O volume da polpa de tomate reduzirá um pouco e a mistura ficará mais espessa. No final adiciona-se por cada 1/2 kg de tomate 1/4 de colher de chá de ácido cítrico ou então 1 colher de sopa de sumo de limão. Depois é só colocar em frascos e tapar a quente. 



11 Agosto 2014

1 de 365 Dias da Horta Encantada

Hoje é dia de festa, começa um novo ano da minha vida. Adoro escolher estes dias como marcadores de mudanças positivas na minha vida.

Os últimos anos foram de grande desafio para mim. Depois de numas análises descobri que tinha hipotiroidismo. Se muitas das coisas que vinha a sentir ficaram explicadas, levantaram-se muitas outras questões.  Como resolver a situação? Pesquisei meses a fio o que fazer. Consultei médicos "tradicionais" e alternativos. Recebi respostas às minhas perguntas que me deixaram com os cabelos em pé, "quanto menos souber melhor". Revoltei-me. Experimentei várias coisas sem resultados práticos e cada vez a sentir-me pior. Até que no inicio deste ano me entreguei à medicação "tradicional" e os resultados estão a agora a fazer-se sentir. Estou agora na fase de aceitação e de aprender a viver com a doença.
Descobri neste caminho que existem imensas pessoas com problemas de tiróide, muitas mais do que eu poderia alguma vez supor.

As hormonas comandam o nosso corpo e o mais difícil agora é manter a ligeireza de espírito e de corpo (neste processo os quilos foram sempre a somar).
Para o corpo ainda não sei o que fazer nem como. Mas para o bem estar do espírito muitas coisas posso fazer e uma delas começo hoje aqui no blog.
Há uns tempos no Facebook aderi a um desafio que se chamava "100 Dias Felizes" que já fez correr muita tinta pela positiva e pela negativa. Como não somos todos iguais (e ainda bem) este desafio fez-me sentir bem, mesmo nos dias mais "negros" em que me via tentada a fechar-me na concha. Não sei se os 100 dias felizes me deram felicidade, mas fizeram-me sentir bem comigo portanto o balaço é muito positivo.
Na altura a Raquel do blog "Colher de Mãe" perguntou-me por que não fazia os 365 dias felizes no lugar de apenas 100.  Fiquei a pensar na sugestão e hoje é o dia de a pôr em prática.

A par das outras publicações do blog aqui ficará durante 365 dias uma foto de um momento que me tenha feito sentir bem.
Ficará etiquetado como "365 Dias da Horta Encantada"


Este é o momento de hoje. Maçãs quase, quase prontas a colher:                                                              

28 Abril 2014

Canetas de Feltro Velhas, Aguarelas Novas!

Durante anos juntei canetas de feltro, sem ter nenhuma ideia para as reciclar. Até que cruzou o meu caminho esta magnífica ideia para reciclar a tinta que sobra nas canetas de feltro. 



Separamos as canetas por cores e depois foram colocadas dentro de água com o bico para baixo.




Como a tinta é mais densa do que a água, dentro do feltro a água subia e a tinta descia. Nesta foto dá para ver a tinta a escorrer de uma das canetas.


Ao fim de uma semana de canetas dentro de água as tintas estavam prontas a usar. A água tinha-se tornado mais escura e tinha evaporado ligeiramente.



Tiramos as canetas e colocámos as tampas. Conseguimos obter 10 cores diferentes, todas elas muito bonitas. 



O fundo deste desenho já foi pintado com uma das aguarelas azuis. 



As canetas, agora sem tinta, aguardam por mais uma ideia brilhante para serem recicladas. 




11 Abril 2014

{este momento} - {this moment}


{this moment} - A Friday ritual. A single photo - no words - capturing a moment from the week. A simple, special, extraordinary moment. A moment I want to pause, savor and remember.

Original idea from Soule Mama.

{este momento} - Um ritual de Sexta-feira. Uma simples foto - sem palavras - capturando um momento da semana. Um momento simples, especial e extraordinário. Um momento que eu quero parar, saborear e recordar

Ideia original de Soule Mama.