Páginas

18 outubro 2014

Esponja Vegetal, Cabaças e Couves

Esponja vegetal, cabaças e couves foi o resultado desta manhã na horta.
As couves são para o almoço!
As cabaças e a esponja são para secar, para mais tarde utilizar.
Este foi o primeiro ano que conseguimos fazer esponja vegetal. Vamos ver se  a secagem corre bem. Era isto que a minha avó utilizava para lavar a loiça e eu gostaria muito de experimentar. Parece-me mais apropriado para a loiça do que para o banho para além de ser bem mais ecológico do que os esfregões verdes de compra.
Quanto às cabaças, na minha cabeça fervilha um milhão de ideias para as utilizar, vamos ver se as consigo por em prática. 

14 comentários:

  1. Luísa, há que anos que não ouvia falar de esponjas vegetais! A minha avó também as usava para lavar a loiça, trazem-me por isso boas recordações :)
    As cabaças são lindas, tenho pena de não as encontrar por aqui.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula as cabaças não se dão por aí? Que pena!
      Gosto muito de cabaças, tem uma magia que não sei bem definir :-)
      Um beijinho

      Eliminar
  2. Vou começar por dizer que adoro o seu blog. Sou Mãe a tempo inteiro (por opcção) de um menino de três anos e espero vir a praticar o ensino doméstico. Por isso já tenho tirado imensas ideias daqui para por em prática mais tarde!
    Eu andava à procura de substitutos para a esponja tradicional, será que me pode dizer onde posso encontrar sementes dessa planta? Foi coisa que nunca vi há vende, deduzo que não seja muito fácil de encontrar. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes demais obrigada pelas palavras Paparoca :-)
      Se o ED é o vosso desejo espero que se concretize e o primeiro passo é querer e esse parece-me que vocês já o deram :-)
      Quanto às sementes foram oferecidas :-)
      Mas se conseguir que elas sequem bem posso enviar-lhe algumas. Envie-me um email.
      Um beijinho

      Eliminar
    2. Obrigada pela disponibilidade :)
      Vou tentar procurar por aqui, caso não encontre envio-lhe o e-mail.
      Beijinhos e que a Tareca recupere :)

      Eliminar
    3. Obrigada Paparoca :-) Está a recuperar lentamente :-) Beijinhos

      Eliminar
  3. Viva Luísa,
    Só por curiosidade: por que seca assim a esponja e não na planta?
    Continue o excelente trabalho, já que o seu blog é sempre uma caixinha de boas surpresas e aprendizagens!

    Um grande abraço*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes demais obrigada pelas palavras :-)
      Estamos a experimentar a secar assim porque no sítio onde elas nasceram tem muita humidade e pouca luz nesta altura do ano. Foi essa a razão para as trazer para casa porque sendo a nossa casa de madeira tem um ar bastante seco e sem humidades.... se calhar não foi a melhor opção, vamos ver como correr.
      Um abraço

      Eliminar
  4. Luísa que lindas cabaças! E as esponjas... já estou farta de procurar mas não consigo encontrar sementes para plantar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quinta Nossa digo o mesmo que já disse à Paparoca se conseguir que elas sequem bem posso enviar-te algumas sementes. Envia-me um email.
      um beijinho

      Eliminar
  5. Que bom que conseguiste! Ainda não consegui nem uma coisa nem outra... para o ano vou tentar de novo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não tinha conseguido antes :-) Beijinhos amiga

      Eliminar
  6. Uau Luísa, também quero experimentar esponja. Compra-se em sementes?
    Desde nova que eu semeava e colhia cabaças em casa dos meus pais... Agora já há uns 6 anos que não o faço... Ai tempo maroto que não dá para tudo... Vou voltar em grande, prometo! :) Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo o tempo é um maroto, não pára ;-) Queixo-me do mesmo :P

      Eliminar