Páginas

02 janeiro 2012

Tronco de Ano Novo

A minha avó materna tinha uma tradição de Natal que caiu no esquecimento dos seus filhos e netos. Este ano fui recuperá-la reinventando-a à nossa realidade.Todos os anos era escolhido o "madeiro de Natal". Um pau grande, "colhido" na sua terra, que servia para acender a lareira na noite de Natal. O que dele sobrava era guardado para ajudar a acender a lareira do Natal seguinte. As cinzas da lareira de Natal eram guardadas até à Primavera, altura em que eram espalhadas pelo solo para que com a sua "magia" ajudassem na obtenção de boas culturas.
Como no nosso terreno não temos ainda nenhum tronco digno do "madeiro de Natal" fizemos um feixe com os vários galhos resultantes da poda das árvores, macieira, cerejeira, ameixeira e o mais grosso era de videira. Depois de atados o nosso "tronco" foi decorado com laranjas secas. Não fizemos uma lareira de Natal mas de Ano Novo.
O que dele sobrou já está guardado para ajudar a acendar a lareira do próximo Ano Novo. As suas cinzas serão espalhadas na terra no Equinócio de Primavera.

2 comentários:

  1. É muito curioso!! de onde é que era a tua avó? Na Galiza havía uma tradiçao (diz-que de orige celta) muito semelhante.

    O día 25 queimáva-se um tronco mas nao se deijaba consumir enteiro, era gardado e prendía-se ao longo do ano quando era necesario pois tinha poderes protectores (sobre todo contra as fortes treboadas).

    Feliz ano novo. Muitos beijinhos
    m*

    ResponderEliminar
  2. Muito boa ideia e mais, as cascas ajudam a perfumar o ambiente, não?
    bj feliz ano novo, eugénia

    ResponderEliminar