Páginas

15 fevereiro 2011

Era Uma Vez...

A L. e o A. adoram histórias particularmente se forem inventadas por nós. O pai tem imenso jeito para inventar histórias fantásticas que eles adoram, eu nem tanto. Fico perdida no enredo não sei o que acrescentar a seguir e a história perde a graça e eles o interesse. Andei por isso a magicar na melhor forma de conseguir contar histórias sem as tornar autênticos suplícios para quem as ouve. Resolvi aproveitar imagens de catálogos, que colei nuns cubos feitos de umas tábuas de madeira que vinham a embalar uma máquina que comprámos. Passei assim a ter um auxiliar de memória para quando me falta a imaginação.
Agora tudo é mais fácil, no mundo do "era uma vez...".



19 comentários:

  1. Que giro! Eu também não tenho jeito nenhum para contar histórias, e o Hominho muito menos.

    ResponderEliminar
  2. em dias em que a imaginação dos adultos ficam quase que mortas, podemos brincar de ouvir as histórias deles, e assim,ao ouvir o que vem do mundo encantado deles fazemos caras e caretas e acrescentamos algo.
    é ótimo, sempre funciona.
    o seu brinquedo novo reciclado ficou muito bom. gostei !

    ResponderEliminar
  3. Essa ideia é simplesmente genial! Depois passaste verniz por cima ou deixaste ficar assim?

    ResponderEliminar
  4. Que belo trabalhinho.
    Ficou um espectáculo!

    ResponderEliminar
  5. Que ideia tão gira!

    E ficou muito bem. Quando existe imagens ainda chama mais a atenção das crianças.

    Beijos
    Boa semana para vocês

    ResponderEliminar
  6. Eu junto-me a ti, para contar histórias sou um desastre!

    Boa dica!

    ResponderEliminar
  7. Quanta imaginação Luísa!

    Eu não tenho jeito nenhum para histórias, só mesmo a ler.
    Ter espaço é muito bom, já me lembrei de fazer tantas coisas, mas sem espaço é impossível :(

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Olá Luisa,

    Muito engraçado o teu jogo do faz de conta... Com o JP já funciona de maneira diferente, ele também tem de inventar e completamos a história a meias...faço isto normalmente quando viajamos os dois.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Que ideia mais gira! :)
    Esses auxiliares de memória de certeza que te ajudarão muito a contar histórias muito mais empolgantes.
    Beijinhos e um dia feliz

    ResponderEliminar
  10. Que ideia fantástica.

    O meu filho também adora que lhe conte histórias, mas das de boca, como ele chama às histórias que invento.

    Por acaso não tenho grande dificuldade em inventar histórias, o problema é quando passado 2 ou 3 dias ele pede a mesma história. Pronto, aí está td estragado, já não me lembro de metade.

    Mas adorei esta ideia, as coisas que vocês inventam...

    MJ

    ResponderEliminar
  11. Ideia engraçada!
    Já experimentei o sabão e gostei do resultado! Utilizei para lavar uns guardanapos de pano e ficaram muito bem lavadinhos! :) Obrigada!

    ResponderEliminar
  12. Bem! se isso é falta de imaginação... um auxiliar de memória muito criativo :)

    ResponderEliminar
  13. Tanto que aprendo ctg ;) espero por esta em prática daqui a uns tempinhos ;)

    ResponderEliminar
  14. Obrigada a todas pelas vossas palavras :-D

    Flor de Lima: Para colar o papel utilizei cola de madeira depois de seco passei com a "cola" da "técnica do guardanapo". Por isso ficaram com o aspecto brilhante.

    Andreia: Fico muito contente que tenhas gostado do sabão :-D

    ResponderEliminar
  15. Adorei a ideia. inclusive já tentei fazer com uma fotografia para oferecer ao meu namorado um puzzle especial, só que não consigo encontrar cubinhos desses em lado nenhum. Nem sequer resto de madeira suficientemente perfeitos para ficar bonito! ;(

    ResponderEliminar
  16. Bom, não faço ideia se resultaria em termos de auxiliar de memória, mas que visualmente resulta muito bem, resulta!
    Só de olhar para a fotografia apetece-me brincar também!!!

    ResponderEliminar
  17. Estratégias!
    Ora aí está a prova de que a vontade é mais forte do que a imaginação ( literária, no caso).

    Beijinhos

    ResponderEliminar