Páginas

19 março 2012

À "Caça" dos Coelhos e dos Ratos

Os coelhos e os ratos, fazem parte do meu imaginário infantil. Aparecem em diversas histórias ora com o ar mais fofinho, ora com a ar  mais maroto. Nos desenhos animados do Pernalonga e do "Tom e Jerry" temos a versão mais marota de ambos os mamíferos, que com os seus olhares mais doces fazem as maiores travessuras. Achava-os divertidos, mas confesso que só agora, com a nossa mudança para o campo, os consigo compreender na totalidade.
Os matreiros dos coelhos comem-nos as culturas e os marotos dos ratos as sementes para além de nos testarem a entrada em casa a todo o instante. Vivências às quais não estava de todo habituada e com as quais não contava por não fazerem parte do meu imaginário. Quando moramos na cidade estamos "protegidos" destes roedores nossos "inimigos" ancestrais, no campo temos que nos ligar com a natureza e aprender a defender as nossas colheitas e a nossa casa deles a todo o instante.
Tivemos de armar "caça" aos "inimigos". Já experimentámos cabelos e pelos de pessoa e de cão e os finórios dos lindos coelhinhos (sim, são lindos!) não querem nem saber. Ao espantalho ganharam medo nos primeiros dias, depois passou-lhes.  As colheitas estão agora protegidas por rede, mas mesmo assim os coelhos conseguem roê-la com os seus poderosos dentes.  Por isso todos os dias há que fazer a verificação da rede e repará-la, à  noite até ir para a cama  volta e meia lá vamos espreitar as culturas e "enchutar" os coelhos com o cães. Quanto aos ratos há armadilhas armadas em vários sítios, mas mesmo assim os finórios conseguiram roubar-nos todas as sementes de abóbora, cabaça e luffa dos germinadores.
Aventuras do campo, com as quais aprendemos lentamente a lidar.  

9 comentários:

  1. Luisa,já tive problemas assim, ôs coelhinhos vinham logo ao começo da noite, entravam em minha horta e faziam a festa, não restava mudas de beterrabas e hortaliças, se escondiam entres os tomates cereja; só conseguimos nos livrar do prejuízo quando telamos(com telas de 80 cm) de arame.
    Sabemos que eles ainda nos visitam pois sempre achamos seus montinhos de fezes pela grama bem perto da casa.
    Quanto aos ratos....esses são uma luta diária, principalmente porque nos causam doença.O que mais deu certo para capturá-los foi fazer pequenas iscas de ração úmida.
    Espero que vcs consigam encontrar a melhor técnica.
    Realmente, são aventuras de quem vive no campo . Eu ; adoro !

    E os patinhos ?????
    Boas semana

    ResponderEliminar
  2. também têm de comer tadinhos...
    beijocas e boa sorte

    ResponderEliminar
  3. Adorei conhecer o seu blog!
    Passear pela sua horta é uma delícia e descobrir tanta criatividade... Isto tudo é muito bom!!!
    Moro na zona norte do Rio de Janeiro e por aqui também têm outros bichinhos incômodos... Qualquer lugar que se vá têm sempre uma praga pra se coçar!
    Espero que consigas resolver da melhor forma possível o seu problema e que continues mostrando os encantos deste lindo lugar.
    Um grande abraço carioca ✼

    ResponderEliminar
  4. Viver no campo deve ser uma delicia!

    Apesar destes contratempos... eh eh

    Uma semana feliz
    Beijokas

    ResponderEliminar
  5. Luísa: sobre ratos talvez eu possa ajudar! Plante arruda macho (ruta graviolens) tem muito aqui no brasil, o problema é que ela não vai em todo lugar, tem um cheiro fortíssimo e os ratos odeiam, por isso é muito usada em portas de cozinhas nos restaurantes em São paulo por exemplo. Tenha um bom cachorro. Na semana passada, eu tive a experiencia de um rato em casa (era pequeno, um camundongo) qdo vi gritei, o meu cachorro adotivo, um vira-latas foi cheirando, cheirando pegou o rato (no segundo dia que gritei) pegou o rato com a boca e matou, fiquei de cara com a agilidade desse cachorro, o "Juvenal", vc tem cachorros??Lembre-se ARRUDA tem cheiro forte, tenha contigo.Beijos, Dani

    ResponderEliminar
  6. Oi, eu de novo. Qdo eu percebí que havia supostamente um rato no meu quarto (pq ele passava tão rápido que eu não tinha certeza)! Nunca habia acontecido isso, lembrei imediatamente da arruda e fui atrás na mesma n oite, peguei um ganho e coloquei os raminhos no chão em volta da minha cama, espalhei os ramos (da arruda fresca). Ele foi encontrado pelo meu cachorro no banheiro escondido o cahorro matou, graças á Deus. Leia isso é até aqui da região onde moro Goiás> http://www.pousadajardimdoeden.com.br/mensagens/cantinho_das_plantas/arruda_sentinela.php , e aqui também - não sei se eh fácil achar em Portugal, se for planta um monte- http://acuranatural.blogspot.com.br/2009/05/ervas-que-espantam-ratos.html
    Beijus, Dani(ENFIM Livre!!)

    ResponderEliminar
  7. Olá Luísa!!

    Estes bichos são mesmo uma praga, ainda o ano passado causaram muito prejuízo aos meus sogros, é que no caso dos coelhos, eles arrasam uma vasta área em pouco tempo, não há sementeira que aguente.

    Espero que encontres soluções!

    Beijinho grande e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  8. lol
    como tenho o quintal vedado com rede, não tenho problemas com coelhos... mas os ratos gostam de visitar e até morar na oficina do marido (um anexo numa das extremidades do terreno). Mas temos também cobras... (espero nunca me cruzar com nenhuma!) e um sardão! nos dias de calor, recuso-me a ir às traseiras de casa, nem ao quintal!

    ResponderEliminar
  9. Remall: Também estou a adorar morar no campo ;-)
    Os patinhos estão enormes :-)

    Helena: Pois é também tem de comer e sem chuva tem pouca comida, essa é que é a verdade.

    Maria Zélia: Obrigada pelas palavras :-)

    An@: É mesmo uma delícia :-)

    Daniela: Temos cães e gatos:-) Os gatos tem se revelado melhores caçadores de coelhos do que os cães ;-) Vou experimentar a arruda, vamos ver se funciona com os ratos portugueses ;-)

    Patrícia: Pois é! E para mais com a seca em que estamos os pobres não tem o uqe comer...

    Administator: Pois as amigas cobras também andam por cá... mas só agora devem estar a acordar do Inverno... Já tivemos uma Rateira na cozinha (achou um lugar muito agradável para se esconder) e quando a expulsámos ficou furiosa conosco, mas lá foi embora.

    ResponderEliminar